• Por: Maria Rita Werneck

Estreia no Brasil documentário que acusa Michael Jackson de pedofilia


Depois de ser lançado na HBO americana, a filial brasileira do canal exibirá no próximo final de semana “Leaving Neverland” ou “Deixando Neverland”. O documentário, dirigido por Dan Redd, traz os jovens  Wade Robson e James Safechuck depondo sobre abusos sexuais sofridos por eles quando crianças nos anos 80.  A violência teria sido praticada por Michael Jackson. 

Ao longo de 4 horas,  o público tem acesso a detalhes dos abusos e agressões sexuais vividas pelos dois garotos durante o período que frequentavam o Rancho Neverland, casa de Michael de 1991 a 2008, quando o astro pop vendeu a propriedade por motivos de dívidas. Fotos, vídeos e manuscritos são alguns dos artifícios usados pela produção para ajudar na reconstrução dessas violências vivenciadas por Safechuck e Robson, ambos com dez anos na época que teriam acontecido os abusos. As vítimas ficaram em silêncio  até os 20 anos de vida.

Neverland para Wade e James representava dor, medo, opressão. Para o resto do mundo, magia. Falar, abertamente, sobre tudo que aconteceu na infância de ambos após conhecerem Michael, pode ser visto como um abandono em definitivo daquele rancho-parque de diversão onde traumas foram construídos para eles. E isso se representa no título da produção.

Pelo mundo, os fãs defendem o artista e encontram apoio na filha do Rei do Pop. Paris Jackson pede na redes sociais que as pessoas não acreditem nessas acusações que chama de absurdas. Essa não é a primeira vez que o pai da moça é acusado de pedofilia. Em 1993, ocorreu o caso Jordan  Chandler e, dez anos depois, as acusações de Gavin Arvizo. 

Situações como a simulação de uma cerimônia de casamento de Michael Jackson e James Safechuck e a troca de alianças entre os dois deixaram o documentário mais impactante ainda. Após a estreia do filme no Festival de Cinema de Sundance,  jornalistas o classificaram como "devastador" e "intenso", sendo chamadas de equivocadas as pessoas "fãs de Jackson".

Michael conheceu James durante as gravações de um comercial da Pepsi e Wade depois que ele soube da performance que o garoto tinhas das suas coreografias. Com a promessa de ajudar na carreira artísticas dos garotos, Jackson conseguiu se aproximar dos familiares e ganhar a confiança dos mesmos, o que o colocava na posição de inofensivo. Até casa para a família Robson ele providenciou com a justificativa de todos saírem da Austrália para ficarem mais perto do sucesso na América. 

Durante uma entrevista para a revista Billboard, familiares de Michael afirmaram que não tolerarão as denúncias dos dois homens que foram chamados de mentirosos por eles: "Estamos furiosos que a mídia, sem uma única prova ou evidência física, escolheu acreditar na palavra de dois mentirosos admitidos em vez de [ouvir] centenas de famílias e amigos ao redor do mundo que conviveram com o Michael". 

#MichaelJackson #Neverland #WadeRobson #DanRedd #JamesSafechuck #ReidoPop #LeavingNeverland

34 visualizações0 comentário
© ROD - Todos os direitos reservados
Canva_yellow.png