• Por: Maria Rita Werneck

Veja as críticas internacionais sobre Guava Island, filme de Donald Glover e Rhianna


Três assuntos ontem dominaram a Internet. No topo, o lançamento do primeiro episódio da última temporada de Game of Thrones (só no Twitter Brasil, na hora da exibição, foram cerca de 1,3 mi tweets). Depois os comentários curiosos sobre o novo teaser do misterioso videoclipe da Madonna, Madame X; e, por último, (mas bem que poderia estar em segundo lugar) as sedutoras imagens do filme "Guava Island", protagonizado por Rhianna e Donald Glover.

Não foi por menos o tamanho do impacto da chegada desse longa, dirigido Hiro Murai (parceiro em outros projetos de Glover, como o clipe “This is America” e da série “Atlanta”). O lançamento aconteceu no Festival Coachella (California), semana passada, longe de câmeras e celulares. No sábado, já estava disponibilizado, gratuitamente, no Amazon Prime Video, mas agora a produção só está aberta para assinantes do streaming.

O filme de 55 minutos, gravado em Cuba, conta a história de Deni Maroon (Donald Glover), um cantor em ascensão, que pretende levar para a ilha de Guava um festival de música. Na noite do evento ele é sequestrado. Marron namora com Kofi Novia (Rihanna), uma cantora de rádio local e grande fonte de inspiração para o artista. Entre os desejos do músico está a composição de uma canção que una o povo da região polarizado politicamente.

Dando um giro por alguns dos principais veículos de comunicação relevantes em crítica cultural, para saber o que eles acharam de “Guava Island”, encontramos ela, Rihanna, reinando entre as opiniões. O site do jornal britânico The Guardian, por exemplo, criticou a participação da Diva, afirmando que ela foi “criminalmente” subutilizada no filme. O online também afirmou que a produção não tem “trama nem continuidade para se qualificar” entre os filmes ditos por Glover como inspiração, a exemplo "Purple Rain" (filme de 1984, protagonizado por Prince) e Cidade de Deus (obra brasileira de 2002, dirigido por Fenando Meirelles e Kátia Lund).

Já de acordo com a resenha do New York Times, o principal poder do longa rodado em filme 16 milímetros para recriar uma atmosfera que não se prende no tempo é “a visão de mundo excêntrica e torta”, a mesma encontrada na série Atlanta. Uma “aceitação prática do absurdo”, como afirma o jornal nova-iorquino que também concorda com o The Guardian sobre o “desperdício desanimador” de Rihanna no roteiro assinado pelo irmão de Donald, Stephen Glover. A crítica termina como uma frase meio esquisita que o jornalista Jason Bailey afirma no texto ser um “elogio”:

“parece muito com um filme que um grupo de amigos inventou tarde da noite, talvez compartilhando uma frase contundente, enquanto a festa estava acabando”.

O portal da revista Variety, depois de chamar Deni Maroon de “reggaeton Romeo”, aponta as limitações de Rihanna como atriz, enfatizando que ela deveria ter tido mais números musicais do que diálogos. Esse seria um ponto franco, ter uma atriz-cantora que não tem muita habilidade na atuação, mas que também não teve muito espaço no musical? Concluindo sobre o filme, a publicação o coloca como mais uma grande oportunidade de Glover se reinventar quanto artista.

Até o fechamento dessa matéria, os colaboradores do site Rotten Tomatoes, especialista em críticas de cinema e televisão e um dos mais conhecidos dos EUA, adoraram a produção, dando ao filme um aprovação de 86%.

Trabalhadores explorados, lutas dos músicos e a polarização da sociedade de Guava são os principais temas do enredo. Childish Gambino, codinome de Glover no meio musical, já é conhecido e premiado por seus trabalhos politizados. Este ano, por exemplo, “This is America” ganhou dois prêmios inéditos para o Rap: os Grammys de Canção do Ano e de Gravação do Ano. Fora as premiações direcionadas à série Atlanta.

Completam o elenco, Nonso Anozie, Letitia Wright, Betiza Bistmark Calderón, Yansel Alberto Monagas Pérez, Ayensi Amilcar Jardines Delgado, Karla Talía Pino Piloto, Alain Jonathan Amat Rodriguez.


21 visualizações0 comentário
© ROD - Todos os direitos reservados
Canva_yellow.png