• Por: Maria Rita Werneck

Erros de Joe Perry em show do Aerosmith preocupa fãs


One, two, three... e Joe Perry não entra com o riff inicial da música "Living On The Edge", um dos maiores clássicos do Aerosmith. Steven Tyler, depois de ter sua performance interrompida pela falha, sai do palco para Perry retomar o número com erros de notas e perda do tempo do ritmo da canção muito perceptíveis. Tyler começa a cantar o hit atrás do palco meio atrapalhado também, mas segue abraçando o companheiro, como num gesto de compreensão.

Essa é uma breve narrativa de um dos momentos do show do Aerosmith, no último dia 13, no Park Theater, em Las Vegas, que está preocupando os fãs do grupo e, em especial, de Joe Perry. O guitarrista que toca “Living On The Edge” – há pelo menos 25 anos, desde quando ela foi lançada no álbum “Get a Grip” -, esqueceu parte do solo introdutório, um dos mais conhecidos da banda, e durante a música, perdeu o tempo várias vezes, errou notas gritantemente e acabou atrapalhando os colegas no palco.

Joey Kramer, por exemplo, olhava para o guitarrista com a expressão de quem não fazia ideia do que estava acontecendo.

Errar durante uma apresentação para um músico da categoria e experiência de Joe Perry não é motivo para todo esse buxixo. Não o desmerece de forma alguma. O grande problema é o fato desses erros serem associados a algum problema de saúde do guitarrista que, desde 2016, tem entrado e saído de hospitais. Há quase três anos, ele teve um colapso durante uma apresentação da “superbanda” Hollywood Vampires. Desmaiou depois que saiu do palco e foi internado. O susto foi grande, mas o diagnóstico nem tanto: desidratação e exaustão.

Mais, recentemente, em novembro do ano passado, Perry voltou ao hospital por não conseguir respirar após tocar “Walk This Way” com Billy Joel. Desta vez, foi necessário um auxílio de um tubo traqueal e de paramédicos para se recuperar. Após isso, todos os shows do final daquele ano foram cancelados.

Vamos lembrar que entre tudo isso, Joe lançou, em janeiro de 2018, seu quarto disco solo, "Sweetzerland Manifesto" (se não considerarmos os três trabalhos de The Joe Perry Project). Responsável pelos vocais de várias faixas, o álbum traz a participação de Terry Reid, Robin Zander (Cheap Trick) e David Johansen (New York Dolls).

Nas redes sociais alguns fãs temem que as falhas nesse show de Los Angeles sejam por conta de um novo problema de saúde ainda não revelado ou, quem sabe, nem descoberto pelo músico. Por outro lado, comentários apontam a idade de Perry como a culpada pela constrangedora apresentação. O guitarrista está com 68 anos de idade e uma história de vida de muitos excessos. Não foi à toa que Joe e Steven, entre as décadas de 70 e 80, ficaram conhecidos com “Toxic Twins” ou os “Irmãos Tóxicos”. Depois de várias reabilitações, ambos estão longe das drogas há anos.

Por enquanto o Aerosmith não se manifestou sobre o que aconteceu no show do Park Theater (e eu acho que não o fará) e a banda segue pelos EUA com a turnê “Deuses Are Wild”, com datas confirmadas até Outubro de 2019.

#aerosmith #stevetayler #joeperry #getagrip #linvinontheedge #joeykramer

6 visualizações0 comentário
© ROD - Todos os direitos reservados
Canva_yellow.png