• Maria Rita Werneck

Nickelback aposta em hits e simpatia em show em SP


Eles têm mais de 20 anos de carreira, música em trilha sonora em blockbuster de super-heroi, fazem turnês por todo o mundo em grandes festivais e estão entre as quinze bandas de rock que mais venderam discos nos EUA. Mas, mesmo assim, carregam um fardo: colecionam milhares de “haters” mesmo antes desse termo ser usado para classificar pessoas que despejam seu ódio pela internet.

O Nickelback está de volta ao Brasil trazendo na bagagem antigos sucessos que fizeram do grupo um dos fortes nomes do pop rock do início dos anos 2000. É apostando nisso e na simpatia do vocalista Chad Kroeger que os canadenses acreditam conquistar a plateia. Pelo menos, a tática parece que deu certo ontem (03), no Itapaiva de Som a Sol, festival que acontece desde a semana passada no Ginásio do Ibirapuera.

Sempre encerrando as músicas com um sorriso no rosto, entre uma canção e outra, Chad tentava falar algumas palavras em português. Rayn Peake aprendeu até como se brindava em nosso idioma: "saúde" disse o guitarrista que estimulou um brinde coletivo puxado pelo bandleader. Podemos destacar que a opção por serem simpáticos foi uma ótima estratégia para dominar os presentes. Não foi à toa que ele conseguiu que todos fizessem o famoso 'chifre com as mãos" para "Burn it to the Ground".

As filas nos portões davam a impressão de que o espaço iria lotar, mas o local ficou parcialmente cheio, sendo a pista o setor que mais concentrou gente.Era aí que estavam os fãs mais fervorosos, sendo o público feminino o mais agitado. A primeira música foi “Feed the Machine”, faixa homônima ao mais recente trabalho da banda, lançado em 2017. Daí pra frente foi uma enxurrada de hits cantados em coro pela plateia que fazia questão de demonstrar seu amor pelos caras como, por exemplo, através dos mini cartazes com a frase “We love you, guys”.

Quem foi ao show do Nickelback pela primeira vez (como eu) fica sem entender qual é a proposta sonora. Talvez aí esteja o grande dilema da banda. É super natural que bandas de rock tenham em seus repertórios canções mais pesadas mescladas com baladas “mela cuecas”. No entanto, mesmo assim, existe uma definição sobre a personalidade musical. Quando você vai a um show do Metallica, por exemplo, você sabe que terão as pedradas, mas, em algum momento, “Nothing Else Matters” e “The Unforgiven” quebrarão o clima metaleiro sem desestruturar a essência heavy metal construída pelo grupo. Mas, com Chad e cia limitada há uma confusão muito grande quanto a isso, que deixa qualquer espectador de primeira viagem também muito confuso feito ‘John Travolta'.

Por outro lado, não tem como negar que Chad (vocal e guitarra), Mike Kroeger (baixista), Ryan Peake (guitarra e backing vocals) e Daniel Adair (bateria e backing vocals) formam um conjunto firme no palco, carismático e cheio de amor para dar a quem vai prestigiá-los (não dizem que o ódio é vencido pelo amor?). Eles, inclusive, reservam "Rockstar" para um momento 'cute' com o fã. Ontem foi a vez de duas irmãs subirem ao palco para cantar ao lado dos ídolos, mas te tão eufóricas não conseguiram acompanhar a letra pelo monitor.

Outro ponto alto da apresentação foi a chegada de “Heroe”, tema do filme Homem-Aranha (2002), dividida entre Chad e Ryan que assumiu o vocal original de Josey Scott. Claro, que as luzes dos celulares nessa hora trabalharam.

Honestamente, a sensação que eu tenho pós-show Nickelback é positiva. Os caras formam uma banda musicalmente preparada, que se vale muito dos grandes hits para aglutinar a plateia (o que não é demérito) e sabem fazer o que se propõem: um show de pop rock light para uma plateia que busca isso. É elementar, que será mais difícil os headbangers, praticantes de rodas de mosh, se identificarem com o som que eles fazem, no entanto eu não vi motivos para eles serem a banda mais odiada do planeta. Gosto é gosto e precisamos respeitar as diversidades também no universo da música.

No domingo o Nickelback se apresenta no Palco Mundo do Rock in Rio e hoje, encerra a programação da primeira edição do festival Itaipava de Som a Sol com show do Black Eyed Peas.

#nickelback #heroe #metallica #rockstar

8 visualizações0 comentário
© ROD - Todos os direitos reservados
Canva_yellow.png